PUBLICAÇÕES

Relatório Anual Aliança pela restauração na Amazônia 2020

O relatório anual 2020 da Aliança pela restauração na Amazônia traz as principais ações realizadas no ano em linha com seus sete focos de atuação prioritária.

Position Paper: Panoramas e caminhos para restauração de paisagens florestais na Amazônia

São 2.773 iniciativas de restauração de paisagens florestais mapeadas na Amazônia brasileira – o que equivale a uma área total de 113,5 mil hectares. Mais detalhes sobre essas atividades estão no position paper “Panorama e Caminhos para a Restauração de Paisagens Florestais na Amazônia” da Aliança pela Restauração da Amazônia. O documento foi elaborado por 29 profissionais de diferentes organizações que fazem parte do coletivo.

Versão em português
Versão em inglês

 

TdR 075/2020: Protocolo de monitoramento da restauração florestal para o Bioma Amazônia

Apesar da importância da restauração no contexto da Amazônia, ainda não existe um protocolo comum orientando o processo de monitoramento da restauração no Bioma. A Aliança está procurando uma entidade ou organização para a elaboração de um protocolo de monitoramento da restauração florestal para o Bioma Amazônia.

 

Benchmark maps of 33 years of secondary forest age for Brazil

Understanding the dynamics of forest cover, which steeply decreased between 1985 and 2018 throughout Brazil, is essential for estimating the global carbon balance and quantifying the provision of ecosystem services. To know the long-term increment, extent, and age of secondary forests is crucial; however, these variables are yet poorly quantified. Here we developed a 30-m spatial resolution dataset of the annual increment, extent, and
age of secondary forests for Brazil over the 1986–2018 period.

 

Boas práticas para a restauração de paisagens na Mata Atlântica e Amazônia e seus benefícios para a sociedade e a natureza

Publicação reúne algumas informações sobre os benefícios da floresta e as principais técnicas de restauração florestal, e como isso tudo se adequa a legislação em áreas privadas no Brasil. Traz também uma visão de que as propriedades privadas não são pedaços de terra isoladas, mas podem se integrar a paisagem facilitando o planejamento e desenvolvimento da região.

 

Economia da restauração florestal / Forest restoration economy

Esta publicação traz nove capítulos de diversas autorias e foi organizada por Rubens Benini e Sérgio Adeodato.

 

The economic case for landscape restoration in Latin America

While momentum for restoration is growing, putting a price on the value of a restored landscape is a challenging task. This paper is an attempt to fill this gap by monetizing the benefits that would flow from restoring 20 million hectares of the region’s degraded lands.

 

Strategic approaches to restoring ecosystems can triple conservation gains and halve costs

The paper presentes a restoration prioritization approach capable of revealing these synergies and trade-offs, incorporating ecological and economic efficiencies of scale and modelling specific policy options.

 

Achieving cost-effective landscape-scale forest restoration through targeted natural regeneration

High costs of tree planting are a barrier to meeting global forest restoration targets.
Natural forest regeneration is more cost-effective than tree planting, but its potential to foster restoration at scale is poorly understood. We predict, map, and quantify
natural regeneration potential within 75.5 M ha of deforested lands in the Brazilian
Atlantic Forest.

 

Relatório Temático sobre Restauração de Paisagens e Ecossistemas

Fruto da parceria entre a BPBES e o IIS, este relatório visa ressaltar ações, iniciativas, diretrizes e políticas que auxiliem na recuperação da vegetação nativa (ver Planaveg 2017) e na restauração de paisagens e ecossistemas.

 

Sumário para tomadores de decisão: Relatório Temático sobre Restauração de Paisagens e Ecossistemas

Este Sumário para Tomadores de Decisão (STD) resume, de forma objetiva, o Relatório Temático “Restauração de Paisagens e Ecossistemas no Brasil”. O documento é fruto da parceria entre a Plataforma Brasileira de Biodiversidade e Serviços Ecossistêmicos (BPBES, da sigla em inglês) e o Instituto Internacional para Sustentabilidade (IIS), com o apoio do projeto da Cooperação Brasil-Alemanha TEEB Regional-Local.

 

Papel do Plano ABC e do Planaveg na adaptação da agricultura e da pecuária às mudanças climáticas

Este Working Paper apresenta práticas sustentáveis para a agropecuária brasileira, de
curto e longo prazos, que contribuem para a provisão e manutenção de serviços ecossistêmicos, restauração e conservação de biomas, sistemas produtivos de baixo carbono e mais resilientes e adaptados aos impactos das mudanças climáticas presentes e futuras.

 

Relatório de atividades da rede de parceiros do Projeto Verena

Os parceiros do Projeto VERENA – Valorização Econômica do Reflorestamento com Espécies Nativas atuam com pesquisa e desenvolvimento, análise de instrumentos normativos, identificação de oportunidades de mercado, construção de modelagens econômicas, programas educativos, projetos de geração de renda, investimento em crédito, disseminação de informações e tantas outras
iniciativas de impacto socioambiental.

Rumo ao “desmatamento zero” e a restauração florestal na Amazônia maranhense

A Amazônia pode desaparecer no estado do Maranhão, apontam cientistas.

Desmatamento zero no Pará

Esta publicação do Imazon traz recomendações sobre como atingir o desmatamento líquido zero baseado em três pilares: redução da área desmatada, aumento de produtividade/intensificação de pastagens e restauração florestal.

Overview of Amazon deforestation 2016

Este trabalho produzido pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) apresenta um panorama do desmatamento na Amazônia no ano de 2016.

Amazon highlights

O objetivo deste trabalho é apresentar a importância de se alcançar o desmatamento zero na Amazônia. Tanto os considerados ilegais, quanto os desmatamentos legais. O trabalho foi produzido pelo Instituto de Pesquisa Ambiental da Amazônia (IPAM) com o apoio do Climate and Land Use Alliance.

Projeto Reflorestar 2017

Este documento traz a experiência de reflorestamento com espécies nativas e manejo agroextrativista visando criar condições de trabalho e renda para comunidades rurais organizadas em ecovilas e coordenadas através de sistema associativista e cooperativista.

Avaliação e modelagem econômica da restauração florestal no estado do Pará

Na publicação “Avaliação e modelagem econômica da restauração florestal no estado do Pará”, a empresa de consultoria Terra nativa e o Imazon mostraram que o custo da restauração no estado do Pará pode ser reduzido, ou até mesmo superado, pelos benefícios econômicos que a restauração pode proporcionar. No melhor cenário, o custo de implantação da restauração para sanar o déficit de APPs foi estimado entre R$ 2,5 a 3,5 bilhões, ao longo de 11 anos. Porém, esse custo pode ser reduzido em até 74% se considerarmos os retornos econômicos com a venda de créditos de carbono.

Diagnóstico dos fatores chaves de sucesso para a restauração da paisagem florestal: Município de Paragominas e Estado do Pará

Como parte de um esforço global para ampliar a escala da restauração, a Conserve Brasil e o Imazon aplicaram pela primeira vez na Amazônia o “diagnóstico dos fatores chave de sucesso para a restauração da paisagem florestal”, que é um dos principais componentes da Metodologia de Avaliação de Oportunidades de Restauração (ROAM), criada por WRI e IUCN para orientar tomadores de decisão, especialistas e implementadores de ações de restauração da paisagem florestal. O diagnóstico contemplou três grandes temas (motivar, facilitar e implementar), subdivididos em 31 fatores chave. Foi realizado de forma aprofundada no município de Paragominas e de maneira simplificada no Estado do Pará. Para a elaboração das estratégias foram utilizados os padrões abertos para a prática da conservação desenvolvidos pela Aliança para as Medidas de Conservação, alinhadas com o Planaveg.

Oportunidades para restauração florestal no Estado do Pará

O objetivo deste trabalho é compilar e sistematizar as informações geradas para auxiliar na identificação de oportunidades para RPF, além de recomendar ações que podem ajudar a dar escala à restauração no estado do Pará. Dessa forma, visa contribuir com os primeiros passos da aplicação da ROAM no estado e promover a mobilização em torno do tema, gerando informações que possam guiar políticas públicas para o aumento da cobertura florestal associado à geração de benefícios ambientais, sociais e econômicos à comunidade.

Uma avaliação de 22 anos do desmatamento e restauração em florestas ribeirinhas na Amazônia brasileira

Brazilian environmental law imposes more restrictions on land-use change by private landowners in riparian forests than in non-riparian forest areas, reflecting recognition of their importance for the conservation of biodiversity and key ecosystem services. A 22-year time series of classified Landsat images was used to evaluate deforestation and forest regeneration in riparian permanent preservation areas over the past two decades, focusing on the municipality of Paragominas in the state of Pará in eastern Amazonia.

Cartilha de adequação ambiental da propriedade rural ação ecológica Guaporé – ECOPORÉ

O objetivo desta cartilha é contribuir no entendimento das questões ambientais que diretamente estão ligadas ao dia-a-dia da população rural, que muitas vezes, por não entender os aspectos que estão associados a elas findam com prejuízos.

Viveiro cidadão, projeto político pedagógico.

O Viveiro de Produção de Mudas da Ecoporé, localizado no município de Rolim
de Moura, iniciou seus trabalhos de produção e entrega de mudas no ano de
2007 para atender os produtores rurais na bacia do igarapé D’allincourt, no município de Rolim de Moura, que apresentava problemas com o abastecimento de água.

Florestas, água e clima: boas práticas nos biomas brasileiros

Esta publicação reúne um número significado de iniciatica socioambientais em diferentes partes do Brasil, incluindo iniciativas de restauração.

Manual de recuperação florestal de áreas degradadas na zona da mata rondoniense

A publicação tem como objetivo sistematizar e divulgar o conhecimento de colaboradores e pesquisadores da Ação Ecológica Guaporé – Ecoporé, junto ao processo de recuperação florestal de áreas degradadas, especialmente as de preservação permanentes – APPs, para contribuir no planejamento de outros programas de restauração de ecossistemas no contexto regional e amazônico.

Espécies florestais com potencial apícola utilizadas para recuperação de áreas degradadas na zona da mata rondoniense

Objetivou-se conhecer o potencial apícola de espécies florestais utilizadas na recuperação de áreas degradadas na Zona da Mata Rondoniense.

Estrutura da comunidade arbórea em sistemas agroflorestais na zona da mata rondoniense

O objetivo do trabalho foi avaliar a composição florística e fitossociológica de dois sistemas agroflorestais da Zona da Mata Rondoniense. Avaliou-se frequência, dominância, índice de valor de importância, valor de cobertura, altura média das árvores, índice de diversidade de Shannon e a equabilidade de Pielou.

Etnoconhecimento do manejo de sistemas agroflorestais na zona da mata rondoniense

Objetivou-se neste trabalho conhecer aspectos etnoecológicos do manejo de dois sistemas agroflorestais (SAF) da Zona da Mata Rondoniense. Para o estudo foram utilizadas abordagens participativas.

Agrobiodiversidade em sistemas agroflorestais na zona da mata rondoniense

O objetivo do trabalho foi conhecer a biodiversidade vegetal de dois sistemas agroflorestais no município de Rolim de Moura, situado na Zona da Mata Rondoniense. Os dados coletados foram sistematizados, e calculados a riqueza de espécies e de famílias botânicas, frequência relativa, dominância absoluta, índice de diversidade de Shannon e equabilidade de Pielou.

Biomassa e acúmulo de carbono do componente arbóreo em sistema agroflorestal na zona da mata rondoniense

Buscou-se avaliar a biomassa e o acúmulo de carbono do componente arbóreo e
de palmeiras de um sistema agroflorestal típico, onde o cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum (Willd ex Spreng) Schum) é o cultivo predominante, na Zona da Mata Rondoniense.

Potencial apícola de espécies cultivadas em sistemas agroflorestais na zona da mata rondoniense

O intuito deste trabalho foi conhecer o potencial apícola de espécies cultivadas em SAF na Zona da Mata Rondoniense, para tanto, foram selecionados três SAF com o cultivo do cupuaçuzeiro (Theobroma grandiflorum) possuindo uma área com aproximadamente um hectare cada, definindo-se a interação entre árvores e abelhas, destacando-se o cupuaçuzeiro, seringueira e espécies da família Anacardiaceae que mostraram predominância no estudo.

Estrutura vertical de sistemas agroflorestais em Rolim de Moura, zona da mata rondoniense

O objetivo deste trabalho foi analisar a estrutura vertical de dois sistemas agroflorestais no município de Rolim de Moura, na Zona da Mata Rondoniense. Para tanto, realizou-se a estratificação do componente arbóreo em três estratos e calculou-se os valores de densidade, frequência e área basal.

Caracterização de sistemas agroflorestais da zona da mata rondoniense

Procurou-se neste trabalho caracterizar três agroflorestas típicas de cultivo do cupuaçuzeiro na Zona da Mata Rondoniense quanto a diversidade e o nível de manejo adotado. Os sistemas selecionados foram caracterizados quanto a diversidade do componente arbóreo e de palmeiras.

Florística e fitossociologia do componente arbóreo de um sistema agroflorestal na zona da mata rondoniense

Este trabalho objetivou caracterizar a composição florística e fitossociológica da vegetação arbórea em um SAF na zona da mata rondoniense. O SAF foi implantado há aproximadamente 25 anos, sem espaçamento padronizado, numa área aproximada de um ha. Foram avaliados os seguintes parâmetros fitossociológicos: densidade, dominância, índice de cobertura e posição sociológica.

Fatores de expansão e de conversão de biomassa e razão de raízes em povoamentos de restauração florestal em Rondônia

Esta publicação visou contribuir com a especificação de valores de fatores de expansão (feb) e conversão de biomassa (fcb) e razão de raízes (r) individuais em plantações mistas de restauração florestal na Amazônia. Os cálculos foram efetuados a partir de dados de mensuração de volume do fuste e biomassa de 40 indivíduos de distintas espécies florestais plantadas no Estado de Rondônia.

A formação em residência agroflorestal na Amazônia rondoniense

Este relato busca expor a experiência do projeto de formação Residência Agroflorestal como meio de capacitação de profissionais para atuar na assistência técnica e extensão agroflorestal (ATEAF), por meio da pedagogia da alternância, no âmbito do fortalecimento da organização social e das cadeias de produção da agricultura familiar e da sociobiodiversidade no Estado de Rondônia.

Zero Deforestation in Pará

This Imazon publication provides recommendations on how to achieve net zero deforestation based on three pillars: reduction of degradated areas, increased of productivity / intensification of pastures and forest restoration.

Evaluation and economic modeling of forest restoration in the state of Pará

The consulting firm Terra native and Imazon have shown in the publication “Evaluation and Economic Modeling of Forest Restoration in the State of Pará,” that the cost of restoration in the state can be reduced or even surpassed by the economic benefits that the restoration can provide. In the best scenario, the cost of implanting restoration to cure the PPA’s deficit was estimated at between R $ 2.5 and 3.5 billion over 11 years. However, this cost can be reduced by up to 74% if we consider the economic returns from the sale of carbon credits.

Diagnosis of key success factors for restoration of the forest landscape: Paragominas Municipality and Pará State

As part of a global effort to expand the scale of restoration, Conserve Brazil and Imazon applied for the first time in the Amazon the “diagnosis of key success factors for restoration of the forest landscape”, which is one of the main components of the Restoration Opportunity Assessment (ROAM), created by WRI and IUCN to guide decision-makers, specialists and implementers of forest landscape restoration actions. The diagnosis included three major themes (motivate, facilitate and implement), divided into 31 key factors. It was carried out in depth in the municipality of Paragominas and in a simplified way in the State of Pará. For the elaboration of strategies open standards for conservation practice developed by the Alliance for Conservation Measures, in line with Planaveg, were used.

Opportunities for forest restoration in the State of Pará

The objective of this work is to put together and arrange all the information generated in the scope of the aforementioned project, to assist with the identification of opportunities for RPF, besides recommending actions that can help to scale the restoration in the state of Pará. The first steps for the application of ROAM in the state and promote mobilization around the theme, generating information that can guide public policies to increase forest cover associated to the generation of environmental, social and economic benefits to the community.

A 22 year assessment of deforestation and restoration in riparian forests in the eastern Brazilian Amazon

Brazilian environmental law imposes more restrictions on land-use change by private landowners in riparian forests than in non-riparian forest areas, reflecting recognition of their importance for the conservation of biodiversity and key ecosystem services. A 22-year time series of classified Landsat images was used to evaluate deforestation and forest regeneration in riparian permanent preservation areas over the past two decades, focusing on the municipality of Paragominas in the state of Pará in eastern Amazonia.